Pub Penedo – Dia 16/05/2014

O vocalista e compositor, descreve de forma humorada como foi o primeiro show desta sequência de 3 shows em um final de semana de Maio.

Por Gustavo Mutran

Depois da agitação louca da semana incluindo estudos de logística, aluguel de van, contratação de motorista, aluguel de equipamento de palco, hotéis, além de inúmeros telefonemas entre William, Alex e eu, precisávamos finalmente arrumar um meio de driblar o trânsito caótico do Rio. Ultimamente, graças ao nosso prefeito “Vá em Paes”, não existe mais trânsito, apenas Nível Hell nas ruas. Chegado o dia, William e David passaram em Tribobó City, onde Mayckell, Adão e Thiago estavam concentrados, antes de pegarem Elias na saída de Nikiti e a mim e Flávia na Estação Leopoldina no Rio para finalmente caírmos a estrada. Linha vermelha parada, o tempo estava curto para chegarmos a Penedo e montarmos o equipamento de palco no prazo, pois já passavam das 20:00h. A van foi tão entulhada que mal cabia a banda. Tínhamos desde máquina de fumaça, adereços de palco, monitores, retorno, microfones, pedestais, além dos respectivos amplificadores, instrumentos e as malas. Não falo dos músicos, mas da bagagem em si! Após a saída difícil do Rio de Janeura, a viagem seguiu tranquila, recheada com bolo de aniversário dormido, salgadinhos gelados, além de água! Finalmente chegamos ao Pub Penedo, um lugar charmoso com um senhor Leprechaun na porta nos dando as boas vindas brindando num copázio de cerveja. Saímos da van e fomos imediatamente para a montagem do equipamento. Neste lufa-lufa, fomos apresentados ao Kiko, um elfo simpático e dono do espaço. Kiko se preocupava com a altura do som enquanto passávamo-lo, talvez com receio que quebrássemos os cristais do local! Tudo pronto para o show, o público chegava de mansinho. Devíamos estar por volta de uma da matina. Após os primeiros acordes de Cosmic Debris, do Zappa (ainda quero levar ela inteira um dia), caímos dentro com Joe Walsh, Steppenwolf, Purple, Bowie e mais. A cada uivo das fêmeas do Rock, William ativava seus jatos de fumaça! E tome uivo de um lado, fumaça do outro! Pausa para tomarmos um trago e respirarmos o ar gostoso e frio de Penedo. Eis que Adão e eu descobrimos uma senhora cerveja Trapista holandesa no variado arsenal do Kiko. Se ela foi feita orando como manda a tradição, nós a sorvemos de joelhos. Segunda parte do Set. Músicas nossas também Black Sabbath, Frampton, Audioslave e Judas… Mais uivos das fêmeas do rock, William novamente comanda seus jatos de fumaça! E tome novamente uivo de um lado, fumaça do outro… Findo o show, desmontamos os equipamentos, guardamos tudo na van e fomos comer algo. Kiko, mais animado e já não ligando tanto para a altura do som, preparou e serviu alguns drinks dos infernos para o Mayckel e Adão. Em pouco tempo Mayckel estava só vestindo o top preto de sua esposa que ele havia levado para viagem, em meio ao frio da madrugada de Penedo e Adão fazia rasantes de cabeça, sorridente e com olhinhos de chinês… Hora de cairmos em algum canto. A banda ficou hospedada no Hotel da Cachoeira, enquanto que Flávia e eu fomos gozar da hospitalidade da Black Legion Productions. O dia amanhecia. Ao longe, sem que soubéssemos, cavalos se aproximavam sorridentes.

 

Acompanhe Mutran no FB:
www.facebook.com/BandaMutran
Mutran.BlackLegionProd.com

Assessoria de Imprensa / Contato para shows:
BLACK LEGION PRODUCTIONS
www.blacklegionprod.com
www.fb.com/BLP.BR
(24) 9 8182 3264 (TIM)

 

(Acessado 1 vezes, 1 visitas hoje)